Grandes expectativas de filmes online

Altas Expectativas, Dirigido por: Alvaro Campos, Pedro Antônio Paes, Estrelando Camila Márdila, Felipe Abib, Gigante Léo, Maria Eduarda Carvalho, Milhem Cortaz, Pedro Sol - Sinopse: Decinho, um tímido treinador de cavalos do Jockey Club Brasileiro, se apaixona por Lena, uma bela mulher que não sabe rir. Para conquistá-la, ele está disposto a tudo, inclusive a tornar-se um comediante. 22/fev/2019 - Explore a pasta 'filmes' de victgabriell no Pinterest. Veja mais ideias sobre Filmes, Baixar filmes, Filmes online grátis. 20/mar/2012 - Aqui estão os #filmes que eu contava com grandes expectativas e simplesmente me decepcionaram. Não recomendo eles, mas tire suas próprias conclusões. Para mim são os piores filmes do mundo. Veja mais ideias sobre Filmes, Grandes expectativas, Cartazes de filmes. Grandes Expectativas avaliado por quem mais entende de cinema, o público. Faça parte do Filmow e avalie este filme você também. Veja a lista de filmes motivacionais que podem nos despertar grandes inspirações para encontrarmos nosso propósito de vida e caminharmos rumo ao sucesso. Os filmes podem ser ótimas ferramentas de autoconhecimento. Através de histórias baseadas em fatos reais ou metáforas sobre sentimentos podemos nos inspirar a encontrarmos o nosso caminho. Para isso, disponibilizamos o que há de melhor em alta tecnologia como a utilização de câmeras DSLR, com lentes cinematográficas, Steadycam, Gruas, Drones, Sliders, e o que precisar para poder fazer do seu filme uma mega produção. Viva Filmes cineemotion, mais que registrar momentos especiais, nós construímos eternas lembranças. Comédia, Drama, Filmes em FullHD, Filmes em HD, Filmes Lançamentos 2019, Filmes Legendados, Filmes Netflix 1h 32m 2018 5462 visualizações Assistir Filme Primeiro Ano Online Legendado. Antoine começa seu primeiro ano de medicina pela terceira vez. De um lado temos Harvey Specter (Gabriel Macht), advogado bem sucedido, arrogante, trapaceiro, ambicioso, mentiroso e insensível; do outro lado, Mike Ross (Patrick J. Adams), um jovem sem grandes expectativas, mas genial, portador de uma memória fotográfica, gentil, esforçado e amoroso. É da união da personalidade desses dois personagens ... As Grandes Férias Grandes (Dublado) - Lista de Episódios Família Moderna - 6ª Temporada - Episódio 12 - Grandes Armas 2 Broke Girls - 4ª Temporada - Episódio 21 - E as Expectativas de Grelha 07-dic-2016 - Explora el tablero 'The Great Expectations Grandes Esperanzas' de ayeatic, que 114 personas siguen en Pinterest. Ver más ideas sobre Grandes esperanzas, Peliculas de epoca, Jeremy irvine.

Glossário — Gráficas

2020.06.19 17:11 expanssiva Glossário — Gráficas

Glossário — Gráficas

Expressões muito utilizadas em gráficas digitais e gráficas offset confira nosso glossário.

Arte

Arte é um departamento dentro da gráfica que cuida de todos os aspectos relacionados a aquivos a serem impressos, desde a criação e preparação para que o material seja colocado em produção. Profissionais que atuam nesta área, geralmente, possuem conhecimento em programas como: photoshop, ilustrator e corel draw e Indesign.

Aprovação de Arte

A aprovação de arte ocorre quando o cliente recebe uma prova por e-mail por exemplo, analisa o que será impresso e dá um parecer positivo para que o produto siga para a produção gráfica, lembrando que a aprovação de arte pode ocorrer através de meio impresso quando o item a ser produzido é impresso e apresentado ao cliente e pode ser por exemplo assinado como uma aprovação da arte.

Arquivo Aberto

O arquivo aberto é aquele em que são desenvolvidos projetos, incluindo itens como texto, imagens, infográficos e ilustrações. O arquivo aberto é aquele em que o projeto é editado, podendo o mesmo projeto ser desenvolvido em diferentes editores, como Word e Photoshop, para, posteriormente, serem incluídos no projeto final. A diferença para os arquivos fechados é que esses últimos são imunes a edições, caso dos arquivos em formado PDF.

CTP

CTP é um sofisticado processo de gravação digital de chapas para impressão offset. A gravação, no processo CTP, é feita a laser, controlado diretamente pelo computador, eliminando a necessidade de fotolito. A arte, nesse caso, é criada digitalmente, o que torna o processo mais ágil, mesmo que o processo de impressão a ser adotado seja o offset. Inclusive, o CTP é reconhecido por entregar os elementos gráficos com maior definição que o projeto tradicional, o que concorre, também, para que a qualidade final do projeto seja superior.

Cores 4x0 e 4x4

Trata-se de nomenclaturas de cores 4x0 define que um impresso é colorido na frente e no verso ele não possui impressão e 4x4 define que um impresso será colorido nos dois lados, frente e verso, o número 4 neste caso é uma referencia às 4 cores primárias CMYK, podendo haver outras denominações como 4x1, quando um impresso é colorido na frente e no verso se utiliza apenas 1 das 4 cores primárias, pode ainda existir casos de 1x0 que seria quando se usou apenas uma das 4 cores primárias em um lado e no outro não se usou nenhuma, mais comummente 1x0 é quando se usa a cor preta e se obtêm impressos monocromáticos que geralmente são, recibos, receituários, ação entre amigos entre outros notas fiscais MEI por exemplo.

Cores 4x0 e 4x4

CMYK

Trata-se de um padrão de cores amplamente utilizado no universo gráfico e com certeza na Gráfica expanSSiva, as cores primárias C=Azul M=Rosa Y=Amarelo K=Preto, formam todas as outras cores do impressos, nós temos um artigo muito interessante e completo sobre este padrão de cores em nossos blog. Ver artigo sobre cores CMYK no blog

Dpi

Pontos por Polegada, muitas vezes conhecida pela sigla PPP. Basicamente é a representação da quantidade de pontos existente em uma polegada de uma imagem. É comum pessoas se referirem ao DPI como resolução da imagem.

Espiral

Item utilizado para fechamento de cadernos e agendas por exemplo, é um elemento muito importante na composição de diversos outros produtos gráficos, é comercializado em diversas dimensões podendo se ajustar à quantidade de folhas do produto. Os espirais para uso gráfico geralmente são confeccionados com metal ou plásticos sendo mais comum encontrá-los em plástico nas mais diversas cores.

Encadernação

Trata-se do processo de juntar folhas com um espiral e é peça fundamental para a criação de diversos perfis de cadernos, agendas e catálogos por exemplo.

Fotolitos

Trata-se de um filme transparente, feito de acetato revestido em uma das faces com uma emulsão sensível à luz. Utilizado na gravação de chapas que são utilizadas no processo de impressão offset.

Identidade Visual

Identidade visual é o conjunto de elementos visuais que compõem uma marca, conferindo-lhe uma personalidade, estilo e identidade própria. O uso de cores, conceitos visuais e design em todos os materiais e ambientes relacionados à marca caracteriza que a mesma tem uma identidade visual, cujo elemento principal é o logotipo. O escudo de um clube esportivo e as cores do uniforme compõe sua identidade visual e são elementos próprios de sua marca. Da mesma forma ocorre com empresas e instituições, que comunicam-se com o público por meio de sua identidade visual, que as difere de outras organizações.

Offset

Processo offset é um processo de impressão utilizado em gráficas, muito conhecido, popular e eficaz, bastante adotado no processamento de encomendas de produtos gráficos em grandes quantidades. O processo offset é rotativo, conduzido por cilindros, que conduzem o papel e a tinta. As imagens são gravadas nos cilindros umedecidos, por meio de um processo químico, que envolve luz e água. São, no total, três cilindros, cada qual desempenhando uma função, sequencial ou simultânea, para que o projeto seja transferido para a superfície impressa.

RGB

Red, Green e Blue, que em português, significa respectivamente, Vermelho, Verde e Azul. Esta é a sigla para o sistema de cores luminosas RGB, você deve se perguntar porque cores luminosas e isso é pelo fato de que é usada em objetos que emitem luz, no caso celulares, tv, câmeras, tela de celular entre muitos outros dispositivos. Quando uma gráfica recebe uma imagem em RGB o que é feito é converter a um outro padrão que é o padrão CMYK que é o padrão mais usado e máquinas de impressão e esta conversão pode resultar em alterações de cores.
Leia um pouco mais sobre as diferenças entre RGB e CMYK

Sangria

Sangria é uma técnica utilizada para garantir um acabamento de qualidade a materiais impressos, impedindo que ocorram áreas com falha de impressão nas margens desses materiais gráficos. Trata-se de um procedimento realizado na fase de planejamento da impressão, quando devemos ampliar a área impressa para além do tamanho do papel em 3 mm. O ajuste deve ser, também, interno, utilizando os mesmos 3 mm na margem, impedindo a perda de conteúdo importante do projeto gráfico.

Sangrado

Sangrado é como chamamos o material que passou por um processo de sangria, que se relaciona ao acabamento e a integridade do projeto. A sangria ocorre no planejamento do processo de impressão. É recomendado que a arte extrapole em 3mm a borda da página, para garantir que não ocorra pontos sem impressão nos limites do material impresso. Da mesma forma, é preciso que seja estabelecida uma distância mínima de 3mm entre informações presentes no material e as margens.

Tipografia

A tipografia é a arte e o processo de criação na composição e impressão de um texto, física ou digitalmente. Assim como no design gráfico em geral, o objetivo principal da tipografia é dar ordem estrutural e forma à comunicação escrita.

Toner

Na prática toner é simplesmente tinta em pó que é transferida ao papel através do processo de impressão laser. Uma impressora laser convencional tem suporte ao encaixe dos tonners nas 4 cores primárias CMYK que seria um kit de tonners completo.

Vinco

Vinco é uma marcação realizada através de pressão e que proporciona uma marcação de dobra, o vinco geralmente é utilizado em impressos gráficos de maior gramatura. Um produto muito utilizado e que usa marca de vinco são as pastas de papel personalizadas.

Vetor

Trata-se de um objeto manipulável dentro de um programa como corel draw ou illustrator por exemplo, pode-se modificar cores e formas deste objeto para adequar ao que se deseja, digamos que seja um figura que faça parte de um logotipo por exemplo. Existem diversos sites na internet que compartilham vetores que podem ser usados em aplicações gráficas.

Serigrafia

A serigrafia é uma técnica de impressão extremamente dinâmica e versátil, o que possibilita uma grande variedade de resultados: é possível apostar em técnicas de aquarela, reproduzir elementos da pintura a óleo e assim por diante. Leia mais sobre a serigrafia neste link.

Produção Gráfica

Produção gráfica é o conjunto de etapas de um projeto gráfico, que inclui do planejamento e escolha dos materiais à execução e entrega do mesmo ao cliente. O responsável pela produção gráfica assemelha-se ao coordenador de produção de um parque industrial, sendo o responsável pela execução do projeto dentro das especificações e no prazo estipulado. Portanto, a produção gráfica é um processo de gestão de qualidade, prazos, custos e expectativas.

PDF

O PDF (Portable Document Format) é um formato de arquivo, desenvolvido pela Adobe Systems em 1993, para representar documentos de maneira independente do aplicativo, do hardware e do sistema operacional usados para criá-los. Um arquivo PDF pode descrever documentos que contenham texto, gráficos e imagens num formato independente de dispositivo e resolução.

Pantone

Pantone é uma empresa de Nova Jersey, Estados Unidos, criada em 1962, responsável pela criação da famosa “Escala de Cores Pantone”, ou PMS (Pantone Match System). A escala Pantone é bastante disseminada na indústria gráfica, além de outros segmentos, como a indústria têxtil. Sua principal característica é a possibilidade de promover a mistura de pigmentos, gerando novas cores, inclusive podendo gerar cores especiais, como as fluorescentes e metálicas.
Leia mais do nosso Glossário
submitted by expanssiva to u/expanssiva [link] [comments]


2020.05.18 22:20 epilef_backwards Ordinal Scale é o pináculo de Sword Art Online (no bom sentido).

Ordinal Scale é o pináculo de Sword Art Online (no bom sentido).

Quem poderia imaginar que a melhor produção audiovisual roteirizada por Reki Kawahara seria aquela que a realidade virtual é muito mais real do que virtual?
O recente filme de Sword Art Online, Sword Art Online Ordinal Scale, é, de fato, a melhor obra envolvendo a história iniciada em 2002 pelo autor. No entanto, o que faz ela se separar das outras tantas temporadas e produções de Reki ?
A começar pela história, Ordinal Scale apresenta um novo jogo MMORPG de realidade virtual, o qual leva o nome do filme. Contudo, diferentemente dos demais VRMMMORPGs presentes nas séries e na patética edição extra lançada anos atrás, esse novo mundo leva ao pé da letra a conjunção realidade virtual, ou seja, ao invés de inserir o jogador por completo em um mundo virtual, adapta o mundo real para que ele se pareça com um mundo virtual. Isso significa que os movimentos dos personagens não somente serão emulações criadas pelas sinapses cerebrais, mas, sim, movimentos corpóreos reais, o que significa que, agora, a capacidade física do indivíduo, por exemplo, dita muito sobre como ele conseguirá aproveitar a sua experiência no jogo. Esse novo conceito de realidade virtual utilizado é bastante promissor e, em primeiro momento, bem aproveitado e estabelecido. O roteiro se preocupa em explicar certas mecânicas envolvendo os eventos do jogo e o seu funcionamento. Um dos aspectos que fiquei curioso é como eles iriam adaptar a cidade à realidade virtual, uma vez que não seria muito agradável uma pessoa com um óculos de realidade virtual se movendo de maneira estranha no meio da cidade, muitas vezes podendo machucar, mesmo que sem intenção, outras pessoas. Há uma convincente explicação de como essa adaptação foi feita. Porém, o roteiro apresenta uma falta de explicações sobre a física dos movimentos, pois, se em certos momentos vemos o Kirito tropeçando e rolando por tentar se movimentar como fazia nos jogos 100% virtuais, em outros temos personagens demonstrando habilidades surreais e até impossíveis para um indivíduo real. É como se o roteiro utilizasse a boa premissa dos movimentos serem mais reais apenas quando essa o fosse útil, pois, em outros momentos, certos personagens fazem ações que são muito complexas e, em certos casos, impossíveis para um ser humano normal. Mesmo que o Eiji fosse alguém muito habilidoso e que, em teoria, fizesse exercícios com certa frequência, é muito difícil acreditar que um indivíduo consiga ser tão rápido e ágil a ponto de realizar manobras corporais extremamente complexas, correr muito acima da velocidade comum e possuir reflexos sobre-humanos só porque, em tese, possuí um dispositivo acoplado a si que "aumenta" suas características corporais. Além disso, esse problema não se aplica somente a esse personagem. A Asuna, por exemplo, constantemente em suas lutas contra os bosses realiza saltos, movimentos e ações que claramente necessitam de uma leveza e habilidade corporal incompatível com a personagem. Novamente, mesmo supondo que ela se exercite de alguma maneira, fazer exercícios ou treinar em academias não te transformam em um super-humano capaz de desviar de golpes rapidíssimos ou de saltar em uma altura de ao menos 3 metros. Em suma, o roteiro acerta em certos pontos no estabelecimento de como funciona essa realidade virtual, porém esquece de nos apresentar os conceitos físicos fundamentais para entendermos exatamente como ela se dá. Isso inclui, também, o peso dos escudos, das espadas, das armas e dos demais equipamentos. Os jogadores sentem realmente como se tivessem carregando de um lado para o outro um escudo que aparenta ser de metal maciço e é mais, inclusive, que o seu portador ou uma espada ou uma lança? Não nos é explicado.
Outro ponto a ser notado no roteiro é sobre a introdução de uma discussão bem interessante e que eu não havia pensado quando assisti e ao arco de Aincrad: como os players mais humanos do jogo reagiram à situação? Por humanos, digo aqueles que se perceberam em um desesperador contexto de vida ou morte dentro de um jogo com mecânicas pouco exploradas e que, ao contrário dos abençoados dos amigos do protagonista/o protagonista, não tinham habilidades aparentemente habilidades excepcionais naquele mundo virtual. Ou seja: os players fracos, que não iam para a linha de frente se arriscar nas batalhas contra os bosses e simplesmente esperaram por dois longos anos o jogo ser finalizado. Devo confessar que ao perceber esse fator me animei bastante com o roteiro, pois é uma narrativa instigante, curiosa e que pode apresentar muitas possibilidades para desenvolvimento de novos personagens. Infelizmente, o roteiro apenas toca nesse assunto ao abordar sobre Eiji e Yuna, mas não arquiteta, em nenhum momento, uma explicação mais profunda sobre, simplesmente coloca como eles sendo "rechaçados" socialmente dentro de Aincrad. O cômico é que mesmo em se tratando de um personagem aparentemente fraco, medroso e sem muitas habilidades, Eiji, à época ironicamente com o nick de Juggernaut, frequentava a melhor guilda do jogo, ou seja, era um membro da elite daquele mundo. De qualquer modo, o anime explora pouco essa oportunidade de trazer a realidade dos players comuns ao nosso conhecimento, o que, de fato, é uma pena, porque era um ponto que definitivamente poderia trazer ótimos frutos.
Ainda no roteiro, devo falar sobre a trama do filme. Resumidamente, a ideia do vilão do filme era utilizar as memórias dos personagens de SAO para reconstruir a sua filha na forma de uma IA. Embora seja uma premissa possível e até interessante, sinto que faltou um pouco explicações sobre o funcionamento por trás do plano do vilão, pois, se já é pouco provável imaginar que deixariam passar outra ideia bizonha por trás de um jogo de VRMMORPG, é ainda menos provável acreditar no plano do vilão quando ele sequer é explicado corretamente pelo próprio. Me parece muito mais algo feito no pleno desespero do que no raciocínio de um renomado professor japonês. Novamente, não é necessário que seja algo aplicável à realidade humana, no entanto, deve ser algo minimamente fundamentado, mesmo que em algo que o anime crie. Eu entendo que ele estivesse desesperado pela sua filha, porém não me desce um desespero, que tampouco é aparente pelo personagem, ser capaz de justificar em qualquer plano ideal um homicídio em massa. Na realidade, me parece muito mais com um descuido do roteiro do que um suposto "desespero" do personagem.
Embora existam esses fatores negativos, Ordinal Scale acerta mais do que erra ao fazer algo inédito em Sword Art Online: focar no que deve ser focado. Quando digo isso, quero dizer que a história gira em volta das subtramas principais: o romance do dueto principal e o plano do vilão. Sem perder muito tempo com fanservices baratos -embora existam momentos de fanservice, a maioria cai bem na situação-, enfoques desnecessários em personagens secundários e que não possuem importância para a trama e subtramas em excesso (algo MUITO presente em todas as outras produções de Sword Art Online). Em suma, temos, aqui, um roteiro muito mais maduro e focado, fato que proporciona um entretenimento muito maior por parte dos espectadores, pois o que é visto na tela faz, em grande parte, sentido do ponto de vista narrativo e são aspectos que os fãs da obra querem ver.
Quanto à direção, não realizada pelo criador original da obra, esse ficou apenas no roteiro, ela atua bem na maior parte do tempo, com um ritmo animado, ágil e que faz jus a uma animação com o preparo e o desenvolvimento como essa. As cenas de batalha são impressionantes, apresentando uma animação jamais vista na série (isso porque a animação sempre foi um dos pontos mais fortes de Sword Art Oline) e uma trilha sonora cativante e épica. De modo não menos impressionante, as cenas das vidas cotidianas são orquestradas de maneira a nos proporcionar leveza durante o início do filme, porém tensão, agitação e preocupação depois da marca dos 40 minutos. No entanto, nada disso seria possível sem as excelentes OSTs do filme. Com muitas músicas próprias para o filme, a parte sonora dele é um show à parte, ou seja, não somente ela empolga ou cria tensão e um senso de presságio nos momentos necessários, porém proporciona uma melhoria por completo na experiência. A direção acerta em todos os momentos envolvendo as lutas principais do anime, indo desde as interessantíssimas lutas contra os bosses, com novos efeitos visuais e sonoros, até a luta contra o 100º boss de Aincrad, a qual ficará guardada comigo como um exemplo de luta perfeita. Emotiva, muito bem animada e com uma trilha sonora sublime, é, juntamente à última cena do filme, o melhor momento da animação.
Sword Art Online Ordinal Scale é uma obra que, embora apresente certos desleixos nas explicações sobre a trama e o novo VRMMORPG, demonstra como um escritor pode aprimorar sua capacidade de escrever histórias e como uma direção competente e ciente das expectativas sobre a obra pode realizar um ótimo trabalho ao transformar essa história em algo audiovisual. Ordinal Scale é, definitivamente, o pináculo de Sword Art Online até o momento: com uma excelente direção sonora e visual e um roteiro mais cuidadoso ao que de fato importa para o passo da trama, o filme se desprende completamente do estigma negativo que a série, como um todo, apresenta.
Nota: 8.6.
Kirito e seu visual no novo VRMMORPG.
Análise escrita dia 18 de maio de 2020, 2 anos antes do lançamento do jogo de realidade virtual "Sword Art Online".
submitted by epilef_backwards to u/epilef_backwards [link] [comments]


2019.11.08 17:29 morientesbr 17 dicas para você se destacar no mercado imobiliário

17 dicas para você se destacar no mercado imobiliário
Confira:
1. Se mantenha sempre à frente de seus concorrentes
Se manter atualizado não é mais um diferencial, sabemos que hoje só sobrevive tendo bons ganhos e oportunidades aqueles profissionais que se atualizam, que estudam e estão sempre buscando formas de inovar em sua área de atuação.
Assim como os profissionais do mercado imobiliário estão mudando, os consumidores também já estão lá na frente.
Quer uma prova disso? O gráfico abaixo ilustra o comportamento do consumidor de imóveis na internet, isso tudo antes mesmo de considerar falar com a imobiliária:

https://preview.redd.it/cu0p6qxhohx31.png?width=600&format=png&auto=webp&s=1838e97c370a3517540c64b99ad259b3e8ed3f10
Fonte: Think Real Estate With Google
E você como profissional precisa estar tão preparado quanto o seu cliente, esse será o grande trunfo frente ao seu concorrente! Um excelente Corretor de imóveis entende a jornada de compra do seu cliente e vê as tendências do mercado imobiliário antes de todo mundo, vou te dar uma dado importante:
30% dos consumidores compram nos 3 primeiros meses, porém outros 30% compram depois de 18 meses, os outros 40% estão no meio do caminho – Esses dados são do VivaReal.
Ter os conhecimentos necessários sobre o comportamento do seu cliente pode e vai te lançar à frente do seu concorrente, fique atento.
Separamos um vídeo muito bacana do evento dedicado ao nosso mercado que o Google promoveu há alguns anos, porém que alguns temas continuam muito atuais. Veja abaixo uma das palestras que aconteceu no Think Real Estate With Google:
2. Defina um nicho de mercado
É mais fácil conseguir conquistar os seus clientes e destacar-se diante da concorrência se você definir, para a sua imobiliária, um nicho de mercado. Pode ser a atuação somente com imóveis de alto padrão, a venda e o aluguel de bens mais populares ou você pode fazer uma segmentação por região. O que importa é descobrir onde encontrar mais clientes para a sua empresa.
Fazer isso também ajudará os seus colaboradores a ter um conhecimento mais aprofundado, tanto dos clientes quanto do mercado em que a sua imobiliária se insere, focando no público certo. Essa especialização poderá fazer toda a diferença na personalização do atendimento ao cliente, tornando seus profissionais uma referência na área escolhida.
3. Aprofunde o conhecimento sobre seus clientes
Somente um conhecimento aprofundado sobre os desejos e as necessidades dos clientes será capaz de levar uma negociação ao sucesso. Os corretores devem saber quais são as suas expectativas para que possam oferecer os imóveis que mais se aproximam a elas.
A dica, para isso, é saber ouvir, deixando de lado a ansiedade para a venda e tornando-se mais sensível e empático diante do que o cliente está expondo. Ajude a qualificar o cliente, transformando as dúvidas e indecisões em possibilidades de compra nas condições que o atendem. Por fim, é preciso que os colaboradores da imobiliária saibam vencer as inseguranças do cliente para inspirá-lo a assinar o contrato.
4. Fique atento aos resultados sempre.
Bernardo Hees, Diretor executivo da Kraft Heinz diz que existem dois tipos de profissionais: Os que batem as metas e os que explicam o motivo pelo qual não batem as metas, esse segundo porém são sempre os melhores em argumentos e fazem PowerPoint e cálculos para explicar o motivo, porém isso é irrelevante, pois a meta não foi batida.
Não faça parte do segundo grupo de profissionais, o mercado imobiliário carece de bons profissionais, com as qualificações necessárias para vendas, negociação e conhecimento de novas tecnologias. Fique sempre atento aos seus resultados – a melhor estratégia, hoje, é focar!
O mercado imobiliário em 2019 estará super aquecido e você precisa estar realmente focado e preparado para ter os resultados que você deseja, prova disso é o otimismo do setor. Há alguns meses saiu uma matéria no Estadão, onde Elie Horn, fundador e presidente do conselho de administração da Cyrela, comenta sobre o Boom no mercado que está por vir em 2019, depois de uma fase difícil para a construção civil.
Então para 2019 tenha foco no que é importante, se qualifique para atingir resultados cada vez melhores e fique sempre muito atento a novas tecnologias que facilitarão a sua vida como Corretor de Imóveis, na dica 5 vamos falar mais sobre esse tema.
5. Seus clientes valem ouro, cuide bem deles
Quando o atendimento é excelente, o preço vira Commodity, essa frase, de Luiza Helena Trajano, Presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, ilustra muito bem o que o cliente sente durante sua jornada de compra.
Seja comprando um celular seja comprando um apartamento, o sentimento de carinho e importância deve ser o mesmo. Empresas que entendem que seus clientes vem sempre em primeiro lugar, e que devem ser tratados com muito respeito e atenção estão revolucionando o mercado onde atuam.
Aqui ilustro com um outro exemplo, quando um cliente vai a uma loja Apple, ele não compra apenas um celular ou um notebook com alto valor agregado, ele sente uma experiência no momento da compra, e porque não levar a mesma sensação para quem está comprando um imóvel?
Entenda seu cliente, saiba de suas necessidades para comprar um imóvel, se tem filhos, se é casado, muitas pessoas estão investindo em um sonho, não apenas em um bem material.
Um cliente bem cuidado é um cliente que indica, se você como Corretor de imóveis quiser vender mais rápido se atente a essa dica.
6. Venda um sonho, não apenas um imóvel
Como disse na dica anterior, muitos clientes do mercado imobiliário estão comprando um sonho e não apenas uma casa. Alguns economizaram por anos, use isso a seu favor na hora da venda do imóvel!
Mostre os benefícios que o cliente poderá ter ao investir naquele imóvel, dê ideias de decoração, fale da vizinhança e o quão importante é morar naquela localidade.
Venda o sonho e a comodidade, não as características do imóvel!
7. Use a tecnologia a seu favor
Hoje em dia, não basta colocar as informações básicas sobre o imóvel para chamar a atenção dos clientes. Você pode melhorar o seu posicionamento oferecendo a eles, por exemplo, a experiência de visitar o apartamento ou a casa à venda fazendo um tour virtual pelo imóvel. Certamente, ele vai se destacar em meio a outras tantas ofertas semelhantes.
Ainda na área de tecnologia, vale a pena investir em sistemas de gestão que vão ajudar seus corretores a criarem um banco de dados mais completo, relacionando a carteira de clientes e o portfólio de imóveis de forma mais inteligente.
Utilizar a tecnologia a seu favor, pode te ajudar a entender melhor seus clientes, economizar tempo com processos que antes eram demorados e burocráticos e certamente utilizando as ferramentas corretas você consegue saber como vender mais imóveis.
Utilizar suas redes sociais também é uma boa dica para divulgar seus imóveis, claro, sempre inovando na forma de apresentá-los, ter boas fotos, vídeos do local, ter uma descrição do imóvel bem pensada e bem escrita faz toda diferença. Hoje, inclusive, o Facebook permite você incluir fotos em 360º de maneira muito simples, dessa forma você consegue criar anúncios e vender mais imóveis em menos tempo, pois consegue segmentar exatamente o seu cliente ideal.
8. Conhecimento geral é muito importante
Nunca se esqueça, o conhecimento transforma, um profissional que tem uma boa bagagem cultural e intelectual, pois diariamente você está em contato com pessoas com formações, interesses, vontades e assuntos diferentes.
Se atualizar é importante, mas filtre bem suas fontes de referência. Leia bons livros, assista filmes que requer uma reflexão maior, hoje o YouTube está recheado de profissionais falando sobre diversos temas como é o caso do Guilherme Machado.
9. Atualize sua equipe, se tiver, sobre como ser um bom corretor de imóveis
Não deixe sua equipe de corretores ficar para trás a respeito de todas as novidades e atualizações que podem ajudá-los a serem vendedores mais completos. A capacitação e a busca por conhecimentos devem ser contínuas e não dependem apenas de cursos. Ambas podem ser alcançadas por meio da participação em workshops em diversas áreas, leitura de blogs e sites do segmento, cursos online, entre outros.
Os colaboradores devem entender que, atualmente, é preciso ir além da demonstração simples das características de um imóvel, atuando como consultores do cliente na hora de fazer um investimento tão importante. Assim, devem estar no foco deles questões sobre a legislação, o desenvolvimento urbano da região onde atuam e as informações sobre o mercado e a economia macro, o marketing e a comunicação.
10. Conheça profundamente o portfólio de imóveis
Muitas vezes, os corretores acreditam que já têm todo o conhecimento necessário sobre os imóveis disponíveis pela empresa para que consigam convencer o cliente a fechar negócios. Estimule que seus profissionais conheçam profundamente o seu portfólio, indo a campo, para que possam oferecer aos interessados todas as possibilidades que vão atender aos seus desejos.
Essa atitude vai ampliar a capacidade de persuadir o cliente. Isso porque, a cada visita feita, o corretor poderá enxergar algumas situações que podem levar uma pessoa a tomar a sua decisão de comprar. Um exemplo disso é a possibilidade de mudança da planta, as características de incidência de iluminação natural, novas formas de uso dos cômodos, como a ampliação de áreas, integrando a cozinha à sala ou a sala à varanda etc.
Esse tipo de estudo pode fazer toda a diferença na apresentação do imóvel e na atuação como um consultor para o investimento. A regra é: nenhum imóvel é igual ao outro, portanto, é preciso enxergar com clareza todos os potenciais que eles podem apresentar aos futuros moradores.
11. Aposte na transparência para reforçar a credibilidade
Confiança é a palavra-chave para conquistar e fidelizar seus clientes. Por isso, sua empresa deve estimular a equipe de colaboradores a agir com transparência. É importante que haja uma relação de confiança entre os corretores e a pessoa que compra ou aluga um imóvel na sua imobiliária.
Para isso, até mesmo a linguagem corporal e o modo de se vestir dos seus colaboradores podem ter influência na credibilidade junto aos clientes. Outros fatores importantes são a integridade e a competência no uso das informações para levar às pessoas aquilo que elas estão procurando, mostrando a elas que a sua empresa atua para atender aos interesses do cliente, o que nos leva à última dica, a seguir.
12. Amplie seus investimentos em comunicação e marketing
Quanto maior a concorrência — e sabemos que esse mercado só cresce a cada ano —, maior a necessidade de se aproximar do seu consumidor em diversos canais. Essa regra vale tanto para a prospecção de clientes quanto para a captação de imóveis, aumentando as possibilidades de ampliar as suas vendas.
Escolha os portais mais acessados pelas pessoas para a busca de imóveis na internet e insira as suas melhores ofertas neles. Não se esqueça da qualidade, principalmente das informações sobre o bem e das imagens. Tudo isso ajuda a reforçar a sua presença online e a fazer com que a sua imobiliária apareça nos mecanismos de busca da internet.
O uso de redes sociais e do marketing de conteúdo também deve estar entre as suas principais estratégias de comunicação. Melhorar o desempenho da sua empresa nessas áreas fará com que ela se posicione como referência no mercado imobiliário diante do cliente, colocando-a à frente da concorrência.
13. Encante o seu cliente antes mesmo da primeira visita
Como já disse anteriormente, a jornada de compra do consumidor mudou, muitas vezes ele está fazendo as pesquisas sozinho e não precisa de um Corretor para isso.
Sendo uma realidade, onde entra o Corretor de imóveis? Entra justamente nessa parte das pesquisas, com inovação e criatividade, chamar a atenção do seu cliente se torna uma tarefa fácil.
Em a jornada de busca do seu cliente ofereça experiências diferentes da concorrência, que o deixem encantado e curioso para saber mais sobre o imóvel que está vendo.
No momento da pesquisa é que você precisa chamar a atenção e isso pode ser com você investindo em anúncios em redes sociais, trabalhando com WhatsApp, oferecendo simuladores de financiamento online e até mesmo disponibilizar um tour virtual 360º para ele acessar de qualquer lugar e conhecer todos os detalhes do seu imóvel antes mesmo de decidir entrar em contato com você.
14. Transfira o domínio do imóvel
Você já tinha ouvido falar nessa expressão? Transferir o domínio nada mais é do que uma maneira de fazer com que o cliente passe a se enxergar como dono do imóvel, antes mesmo de fechar negócio. Para isso, é preciso que os seus colaboradores saibam como fazer para encantar o seu público. Uma boa estratégia é levá-lo a ter uma experiência agradável com o imóvel.
Um bom exemplo desse tipo de estratégia são os test-drives oferecidos pelas concessionárias de veículos. Após dar uma volta com o carro e sentir-se como se fosse seu proprietário, aproveitando todos os benefícios oferecidos no automóvel (ar-condicionado, computador de bordo, conforto etc.), as chances de o cliente assinar o contrato de compra são muito maiores.
Mas como transferir esse tipo de experiência para o segmento imobiliário? Sabemos, claro, da importância da presença do corretor no momento de mostrar o imóvel para o cliente. No entanto, sair de cena por alguns momentos pode dar a ele uma sensação semelhante à do test-drive.
É nessa hora que ele vai conseguir ficar à vontade para enxergar-se morando no local, planejando a disposição dos móveis ou sonhando com as crianças brincando no quintal. Isso é ainda mais importante se ele estiver em família, pois todos poderão conversar mais livremente sobre essa experiência.
15. Seu imóvel não é caro, mostre os motivos
Se o seu imóvel está bem localizado você já tem muitas cartas na manga. Use e abuse dessas vantagens para mostrar valor na negociação e não o preço. Lembre-se que a compra de um imóvel é um sonho para muitos, então foque nisso.
Reúna todas as vantagens do imóvel como qualidade dos materiais, durabilidade e conservação das paredes, pisos, áreas externas, história do local etc.
Reúna também todas as informações possíveis da vizinhança e dos benefícios e facilidades do bairro como escolas, padarias, academias etc.
Lembra-se: mostre o valor de estar naquele local e não o preço que se paga para estar ali.
16. Tenha um processo de vendas de bem estruturado
Abordagem
Essa é a principal etapa, pois aqui ocorre o primeiro contato com seu cliente então não se esqueça de encantar o cliente o conduzi-lo à uma reunião com você para que possa entender melhor suas necessidades e fidelizá-lo desde esse momento.
Importante manter todos os contatos do cliente organizados onde você terá fácil acesso quando precisar dessas informações.
Entrevista
Após abordar seu cliente chegou a hora da entrevista, caso o cliente queira conversar com você pessoalmente é uma ótima oportunidade, mas isso não impede que você realize essa etapa por telefone mesmo.
Nessa etapa é importante você entender tudo sobre as necessidades do cliente, onde ele gostaria de morar, quais as necessidades de espaço, se tem filhos, se é casado ou casada, o que não abre mão em uma imóvel e demais informações que o ajude a selecionar o melhor imóvel.
Demonstração
Com todas as informações documentadas é hora de apresentar as opções para o seu cliente. Nessa etapa, agilidade faz toda a diferença, o mais comum é você selecionar o tipo de imóvel que mais se adequa com o perfil do seu cliente e agendar visitas presenciais aos imóveis, porém isso pode levar várias semanas e custar muito dinheiro para você pois vai depender da sua agenda e também do seu cliente.
Por isso algumas imobiliárias estão modernizando essa etapa e trabalhando com passeios virtuais em 360º, assim o cliente pode receber no mesmo dia diversos links com os imóveis selecionados e acessar de qualquer lugar, seu cliente ganha agilidade e comodidade, pois não precisará ficar se deslocando ou alocando compromissos para visitar as opções dos imóveis disponíveis.
Com os links o seu cliente pode selecionar apenas os imóveis do qual ele mais gostou apenas para conhecer os detalhes, isso irá economizar muito o seu tempo e também dinheiro, uma vez que o número de visitas presenciais será reduzido e mais assertivo.
Objeções
Um Corretor de imóveis capacitado sabe que as objeções existem e saber como contornar é um trunfo. Por isso se prepare para todas as objeções do seu cliente, faça um check list das objeções mais comuns que você, durante sua carreira, já deve ter ouvido e treine respostas consistente. Isso ajuda na sua reputação e seu cliente ficará mais seguro.
Fechamento da venda
Eis que chega o melhor momento, a venda! Nesse momento é importante o cliente já estar fidelizado e muito seguro em sua escolha. Nunca deixe de ressaltar os benefícios do imóvel e que ele será muito feliz nele, pois está fazendo uma ótima escolha.
Nessa fase é importante que você tenha toda a documentação do imóvel em dia, que todas as informações estejam corretas e tudo esteja preparado para a assinatura do contrato, ninguém gosta de surpresas no último minuto não é mesmo?
17. Valorize seu trabalho
Todo cliente além de ser bem atendido, gosta de conversar com profissionais que sabem o que estão vendendo, bem apresentados, bons de conversa e negociação.
Para você vender mais imóveis uma dica bem legal para finalizar é você valorizar o seu trabalho! Você sabe o seu potencial? Mostre para seu cliente.
Se não puder dar desconto, mostre os motivos pelo qual não consegue, valorize o seu tempo, seu dinheiro, invista em acessórios e em formações complementares que deixarão seu cliente mais seguro e você com uma reputação de qualidade.
Uma das habilidades técnicas que podem te diferenciar e valorizar o seu trabalho como um todo é a sua capacidade de comunicação.
Habilidade técnica e interpessoal juntas com o domínio verbal, tom de voz e linguagem corporal, causam uma excelente impressão sua e também do seu trabalho.
Segundo a Universidade da Califórnia (UCLA) a importância de cada uma dessas habilidades se dividem em:
7% Habilidade verbal
38% Tom de voz
55% Linguagem corporal
Seguir essas dicas, ajudará você a entender melhor como ser um bom corretor de imóveis. Hoje em dia, a atividade vai muito além da demonstração dos produtos. É preciso ser um verdadeiro consultor do mercado para convencer os clientes de que a sua imobiliária tem a oferecer exatamente o que eles procuram. A aposta na tecnologia e no marketing tem sido fundamental para ajudar na melhor atuação dos profissionais dessa área.
━━━━━━━ ⟡ ━━━━━━━
Ficou interessado em investir em imóveis?

Então entre em contato com a Morientes e conte com a ajuda especializada de quem realmente entende do setor!

Links Úteis:

Site: https://www.morientes.com.b

Blogger: https://morientesbr.blogspot.com

Reddit: https://www.reddit.com/usemorientesbr

Facebook: https://www.facebook.com/nineofficeboutique/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC_g8uXC3G894JQVoczh1rJg

Linkedin: https://www.linkedin.com/in/guilherme-morientes-031697131

Salas Comerciais: http://nineofficeboutique.com.b

Loteamentos: http://alphavillejundiai.com.b

Loteamentos: http://alphavillesorocaba.com.b

Lançamentos: https://www.morientes.com.bempreendimento/nine-office-boutique-conjuntos-salas-e-lajes-centro-jundiai/9477534-MORS

submitted by morientesbr to u/morientesbr [link] [comments]


2019.10.28 08:22 altovaliriano Showrunnes falam sobre Game of Thrones no Austin Film Festival

Ontem a tarde (27/10), a usuária (acho que é mulher) do twitter de nickname "Needle & Pen" esteve na platéia da coletiva com David Benioff e Dan Weiss e tuitou, entre as 05:12 e as 06:32h, algumas das coisas que ouviu de ambos em uma imensa thread na rede social.
Eu traduzi a thread, sem os comentários que ela fez após o evento acabar.
Confira abaixo:
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.08.05 05:45 altovaliriano Haters a espera de "A Dança dos Dragões"

Link: https://bit.ly/2YJSOhS
Autora: Laura Miller
Título original: Just Write It!

[...] Não houve acréscimo à série “As crônicas de Gelo e Fogo” desde 2005, quando surgiu o quarto volume. E aquele livro, intitulado “O Festim dos Corvos”, era apenas metade de um romance: ele havia sido removido cirurgicamente de um manuscrito que, com mil e duzentas páginas, ainda não estava completo quase cinco anos após a publicação do terceiro volume. Como “O Festim dos Corvos” seguiu com as aventuras de vários novos personagens - e deixou o destino de vários personagens populares não resolvidos desde o final do livro anterior - alguns fãs ficaram desapontados. Martin incluiu um post-scriptum em “O Festim dos Corvos” explicando o que ele havia feito - e então, como ele me disse, “cometi o erro fatal de dizer: 'mas o outro livro está parcialmente escrito e eu devo poder terminá-lo dentro de um ano’.”
Passados seis anos, alguns dos fãs de Martin ficaram extremamente inquietos. A mesma cultura de blogs que permite que um escritor de fantasia como Neil Gaiman promova um senso de intimidade com seus leitores também pode expor um autor a crítica permanente quando eles ficam descontentes. Os fãs desesperados para descobrir o que aconteceu a personagens como Tyrion Lannister - um anão inteligente e cínico nascido em uma das famílias mais poderosas dos Sete Reinos - acharam cansativo ir verificar o site de Martin em busca de atualizações sobre o quinto livro da série “A Dança dos Dragões” e encontrar, ao invés disso, postagens sobre esportes ou política. Eles começaram a reclamar na seção de comentários do blog de Martin e em Westeros.org.
Como moderador-chefe da Westeros.org, García excluiu as postagens do fórum que considerava “não construtivas”, incluindo as especulações cada vez mais violentas sobre a causa do atraso e o destino final da saga. O blog de Martin foi monitorado de forma semelhante. O descontentamento logo se espalhou para outras plataformas - de fóruns de ficção científica e fantasia a fóruns de discussão na Amazon.com. Um usuário escreveu: “George R. R. Martin, você é um saco... tire a porra da máquina de escrever da sua bunda e comece a digitar”.
Outro brincou dizendo que Martin havia escrito um livro chamado “Como lucrar muito depois de escrever meia saga”. Essa invectiva floresceu mesmo depois de, no começo de março, Martin ter anunciado que “A Dança dos Dragões” será finalmente publicado em 12 de julho. Um leitor cético na Amazon.com disse: "Não espere segure o fôlego, a menos que você goste de desmaiar".
Toda uma comunidade de apóstatas - um fandom das trevas - agora se dedica a provocar Martin, seus associados e leitores que insistem que ele tem trabalhado duro na saga e que tem o direito de levar o tempo que precisar. Até mesmo [Neil] Gaiman foi arrastado para a contenda quando ele respondeu, em seu próprio blog, a uma pergunta sobre o atraso de Martin, com a seguinte repreensão: "George R. R. Martin não é a sua vadia."
Os ataques on-line a Martin sugerem que alguns leitores têm uma nova ideia sobre o que um autor lhes deve. Eles se veem como clientes, não como devotos, e esperam um serviço rápido e consistente. Martin, que tem sessenta e dois anos, me disse que [seu assistente, Ty] Franck chama os leitores descontentes de a Geração de Direitos: “Ele acha que todos são jovens; adolescentes ou na casa dos vinte. E que a geração deles só quer o que querem, e eles querem agora. Se você não der a eles, eles ficarão putos".
[...]
Um professor escolar norueguês chamado Remy Verhoeve é um desses leitores hiper-dedicados. Até um amigo ter lhe persuadido a ler “A Guerra dos Tronos”, ele nunca tivera um gosto especial por ficção de fantasia, com exceção de “O Senhor dos Anéis”. Em sua opinião, os três primeiros volumes de “As Crônicas de Gelo e Fogo” são "os melhores romances que eu já li". Depois de descobrir a série, ele leu esses três livros dez vezes cada um. “Às vezes, uma obra de arte aparece e muda tudo”, ele me disse. No entanto, Verhoeve, operando sob o nome de guerra Slynt, agora administra um fórum na web dedicado a denegrir Martin e seus partidários. O site chama-se "Is Winter Coming?" - um joguete malicioso com "Winter is Coming", o lema dos Starks, uma das famílias centrais da série.
Como toda guerra prolongada da Internet, o cisma no fandom de Martin é difícil de compreender se visto de fora. Cada lado nutre queixas contra o outro, e qualquer conversa entre os dois degenera em ataques ad hominem. (Na verdade, a briga pode nunca ter consistido em nada além de ataques ad hominem). Encastelados em seus respectivos fortes, cada lado amplia sua própria indignação. No entanto, se você conversar com participantes individuais, ele ou ela afirmará ser desapaixonado. "Pessoalmente, me sinto um pouco triste por eles", disse García sobre seus inimigos.
Na opinião de Verhoeve, os fãs descontentes - que às vezes chamam a si mesmos de GRRuMblers - formaram um movimento de renegados em 2009, depois que Martin fez um post no blog intitulado “Aos Meus Detratores” [“To My Detractors”]. Foi a tentativa de Martin de dar uma resposta definitiva à “onda crescente de veneno acerca do atraso de 'A Dança dos Dragões'.” Ele continuou: “alguns de vocês estão zangados por eu assistir futebol durante o outono”. Outros usuários, como ele observou, se opuseram a ele “estar visitando lugares como Espanha e Portugal (no ano passado) ou Finlândia (este ano)”. O post terminava: “Como alguns de vocês gostam de apontar em seus e-mails, eu tenho 60 anos e sou gordo, e vocês não querem que eu 'dê uma de Robert Jordan' pra cima de vocês e acabe por lhes negar o seu livro. Ok, eu entendi a mensagem. Vocês não me querem fazendo nada que não "As Crônicas de Gelo e Fogo"(E tudo bem se eu talvez precisar mijar de vez em quando?)”.
Verhoeve (que havia sido banido do Westeros.org) ficou irritado com a postagem de Martin, e alguns dias depois ele montou o “Is Winter Coming?”. O tom do fórum foi inspirado em “Finish the Book, George”, um blog iniciado em 2008 por dois irmãos que usavam os apelidos Pesci e Liotta - uma referência a dois atores do filme de gângsteres “Os Bons Companheiros”. Os donos dos pseudônimos pegaram a ideia de outro post no blog de Martin, em que o autor admoestava os visitantes a comentar sobre o assunto da postagem ou caírem fora. (“Se vocês quiserem comentar sobre outros assuntos, incluindo, mas não limitado a, o atraso de 'A Dança dos Dragões’, tudo bem, basta fazê-lo em seus próprios blogs”). Em resposta, Pesci e Liotta começaram a publicar posts irritantes, um após o outro, tornando-se uma espécie de heróis entre os detratores. Em um post se lê: “Como todos nós sabemos que GRRM não consegue escrever a menos que ele esteja em seu lugar especial, vestindo suas botas especiais, com a temperatura em exatamente 69 graus e o sol alinhado com Aquário, eu assumo que isto é outro sinal de que o grande cara não digitou nenhuma palavra de ADWD hoje.”
Os irmãos têm sido menos ativos ultimamente, mas “Is Winter Coming?” está zumbindo com criatividade hostil. Até agora, o fórum produziu um “guia de campo” listando os vários tipos de defensores de Martin e como eles podem ser refutados; um breve texto pseudo-legal intitulado "O povo vs. George R. R. Martin"; alguns gráficos detalhados que tentam demonstrar quão poucas horas Martin dedicou a escrever “A Dança dos Dragões” por ano, com base nas postagens em seu blog; e a “Enciclopedia GRRuMbliana”, de 300 páginas, que inclui uma história espirituosa do fórum. Membros também escreveram “O Festim dos Trolls” e “A Dança dos Detratores”, longas paródias narrativas, no estilo de “As Crônicas de Gelo e Fogo”, que apresentam caricaturas grosseiras de Martin e seus principais defensores, incluindo Gaiman. Uma pequena editora fez um acordo com Verhoeve para compilar algumas das postagens de seu blog em um livro, intitulado "Waiting for Dragons".
[...]
Martin sabe o que é ser provocado por uma série de entretenimento. Ele mesmo experimentou isso sendo um espectador fiel de "Lost", a série de aventura da ABC sobre um grupo de náufragos presos em uma ilha misteriosa. “Continuei assistindo e estava fascinado”, lembra ele. “Eles apresentavam um monte de coisas e achei que eu tinha noção de para onde estava indo. Então eles apresentaram mais coisas e eu tive que pensar melhor.”
Como muitos fãs de “Lost”, Martin se ressentiu do final místico da série, que deixou dezenas de tópicos narrativos em suspensão. “Assistíamos todas as semanas tentando descobrir, e à medida que a coisa se aprofundava, eu ficava dizendo: 'É melhor que tenham algo bom em mente para o fim. É bom que valha a pena isso aqui’. E então me senti tão enganado quando chegamos à conclusão.”
Martin se considera ligado a um contrato informal com seus leitores; sente que lhes deve seu melhor trabalho. No entanto, ele não acredita que isso lhes dá o direito de ditar os detalhes de seu processo criativo ou de reclamar sobre como ele gerencia o próprio tempo.
Embora alguns detratores, como Verhoeve, atribuam sua repugnância a Martin à sua suposta inabilidade com Relações Públicas e “falta de comunicação adequada”, a essência de sua queixa é transacional. Em uma postagem, Liotta se queixou de que ele e “literalmente centenas de milhares de outras pessoas gastaram incontáveis horas e dólares em fiel dedicação” ao trabalho de Martin. Não faz muita diferença para esses fãs que eles já sabiam que a série não estava terminada quando começaram a lê-la, ou que os livros nos quais gastaram todo esse tempo e dinheiro já estão com eles. Para os detratores, o contrato de Martin com eles era para uma história completa, e o compromisso deles com a saga era oferecido com a presunção de que Martin lhes entregaria uma conclusão satisfatória.
Ao contrário do que seus críticos mais extravagantes alegam, Martin insiste que tem trabalhado continuamente em “A Dança dos Dragões”. “Eles têm todas essas teorias insanas de que o livro está concluído há anos, mas que eu estou sentado sobre ele até que a série da HBO seja lançada, para ganhar mais dinheiro”, diz ele. "Ou que eu passei o livro para outro escritor, ou que perdi todo o interesse pela saga e agora só quero fazer outras coisas."
[...]
Martin explicou que ele está ajustando algumas partes de “A Dança dos Dragões” há dez anos. Ele tem um "verdadeiro relacionamento de amor e ódio" com um capítulo de Tyrion Lannister, o anão: "Eu arranquei e pus de volta, eu arranquei e pus de volta. Então eu o pus como uma sequência de sonhos, e então eu arranquei novamente. Essas são as coisas que eu tenho feito”.
Tal indecisão, Martin suspeita, pode estar sendo alimentada pelas expectativas crescentes sobre "As Crônicas de Gelo e Fogo". As resenhas para a saga foram "melhores em ordem de magnitude" do que as que ele recebeu para qualquer outra coisa. Depois que o quarto volume saiu, a Time o sacramentou como “o Tolkien americano”. Muitos leitores já disseram a Martin que sua história é a maior história de fantasia de todos os tempos. Com o show da HBO chegando e seus críticos online respirando em seu pescoço, a pressão se tornou ainda mais intensa.
"Eu não quero parecer um chorão ou alguém que está reclamando", disse Martin, enquanto a luz do sol da tarde entrava colorida pelos vitrais. "Não! Eu estou vivendo o sonho aqui. Eu tenho todos esses leitores que estão esperando pelo livro. Quero lhes dar algo fantástico. Ele fez uma pausa. “E se eu estragar tudo no final? E se eu fizer um ‘Lost’? Então eles virão atrás de mim com ancinhos e tochas”.
Martin espera que, depois de superar os problemas particularmente espinhosos de “A Dança dos Dragões”, os dois últimos livros saiam muito mais rápidos. Alguns detratores insistem que ele nunca completará a série, e eles gostam de matraquear sobre quem deve substituí-lo se ele der uma de Jordan. Martin, no entanto, indicou que ele não permitirá que outro escritor termine "As Crônicas de Gelo e Fogo". A história começou e terminará por suas mãos.
Em determinado ponto, fiz uma pergunta para Remy Verhoeve. Suponha que “As Crônicas de Gelo e Fogo” nunca tenham um final adequado. Ele ainda teria aqueles três livros, aqueles que ele considera os melhores que ele já leu. Isso não seria um consolo? Ele ficou quieto por um tempo antes de responder: “Sim. Eu acho que sim. Embora às vezes eu preferisse nunca ter lido esses livros”.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2018.02.04 20:07 GrifoCaolho A Grande Lista de Materiais Gratuitos

A Grande Lista de Materiais Gratuitos

Galera, como eu sei que RPG pode ser um assunto complicado na hora de botar a mão no bolso - minha coleção é restrita a um único sistema por isso - ou ainda importar, eu fui construindo uma pequena coleção de materiais disponíveis gratuitamente ao longo do tempo. Eu vou tentar fazer o melhor pra categorizar tudo por aqui, e vou aceitando sugestões e editando o comentário original para botá-las por aqui. Além disso, estou me atendo a RPGs que conheço ou já joguei, evitando recomendar coisas que eu não faço idéia da procedência.
Sem mais delongas, vamos ao começo de nossa lista.
SISTEMAS E INTRODUÇÕES
Embora seja possível jogar RPG apenas com uma rodinha de amigos (ou até sozinho) e sem acessório algum, existem sistemas muitas vezes idealizados e testados para atender as mais diversas necessidades dos mestres e jogadores. Aqui, vamos trazer os sistemas gratuitos (e algumas edições gratuitas de sistemas pagos) que podem acelerar sua partida no universo dos RPGs.
GURPS Lite - Trazendo a sardinha pro meu lado, GURPS é um sistema com a proposta de ser genérico e universal, com as mesmas regras para diferentes cenários e modularidade entre diversos materiais. O Lite é um manual curto (34 páginas) disponibilizado pela própria editora, já em português. Vale a pena dar uma olhada e ele usa apenas D6 (os famosos dados comuns que todo mundo tem em casa).
Open D6 - Todos os livros básicos do OPEN D6 são gratuitos (e alguns do extras, como o de magia, também). O sistema é bem genérico, com três versões principais (Medieval Fantástico, Moderno e Ficção Científica), simples de usar e, novamente, usa apenas dados comuns (os de seis faces). Infelizmente, eu nunca achei tradução disso, mas um inglês básico já ajuda bastante. Esse mesmo sistema é a base de um dos mais famosos e bem sucedidos RPGs de Star Wars, então "pode confiar que é raça forte".
Icons - Aqui já saindo da categoria "coisas que joguei" e entrando em "coisas que vejo a galera jogar", o ICONS é um sistema que promete entregar aventuras de super-heróis - um gênero razoavelmente forte nos RPGs (o GURPS, meu RPG de coração, tem o Supers, e existe o Mutantes & Malfeitores, sistema especificamente criado para isso). Mais uma vez, o sistema usa apenas D6, então é ótimo para se usar no conforto do lar sem desembolsar uma grana em dados chiques.
Gumshoe - Investigativo, bom para quem curte filmes de detetive (não filmes de espião; nesse caso, ver o OPEN D6 Adventura ou o GURPS mais acima). Mais um sistema que usa apenas o D6. Uma coisa bem interessante sobre o GUMSHOE e a parte das investigações é que você consegue pegar a idéia geral do sistema e levar para outros jogos, fazendo a coisa fluir com mais diversão; é uma má prática fazer os jogadores se sentirem frustrados ao não resolver um mistério que seus personagens deveriam conseguir resolver, e o GUMSHOE lida bem com isso!
FATE Core - O FATE é um dos sistemas que eu mais vejo gente babando ovo atualmente (especialmente no /rpg; nem tudo é D&D na vida!). Eu nunca usei, e conheço poucos jogadores no Brasil, mas sempre escuto coisas positivas sobre a agilidade, versatilidade e facilidade de uso - então, creio que valha mais do que a pena dar uma olhada. Aviso aos navegantes: ele é "pay what you want", então rola pensar um pouquinho ou testar o sistema pra decidir quanto vai pagar! Além disso, o silverfuji trouxe também que existe uma versão traduzida oficial, só que paga; o preço é razoavelmente bom e fica a dica para quem tiver interesse!
RISUS - Esse é outro que entra na categoria "nunca vi um jogador, mas sei que a galera fala muito bem de diversos aspectos do jogo". Eu recomendo por ser inteiramente gratuito e pela promessa de ser genérico, flexível e sem demora; ainda assim, não é algo que tenho tanta propriedade para falar quanto os primeiros da lista.
Dungeons & Dragons - "Mas GrifoCaolho, esse é um RPG caro e clássico do caramba! Como assim?" - veja bem, não é porque eu não gosto que é ruim e é pago. As regras da quinta edição e manual para jogos rápidos são disponíveis gratuitamente como uma introdução ao sistema, sendo bem importante para você se decidir logo se o D20 (dado de 20 faces) é a sua praia. Não é a minha, particularmente, mas a imagem dos RPGs no mundo é a do icosaedro, e a fama do D&D não surgiu à toa! Além disso, existe material legal e gratuito em português, para satisfazer as necessidades de todo mundo que está com a mão coçando para rolar um D20, junto com as regras básicas de jogador para download (ATENÇÃO: É UM ARQUIVO ZIPADO). Dica especial sobre o material em português vindo do CallsignRogueOne.
Grin - Não seria um tópico meu sem a tentativa de enfiar algo alternativo. Como Castelo Falkenstein não é gratuito, eu vou recomendar Grin, que é um RPG de Terror que usa cartas de baralho para lidar com as situações. Mantém tudo sempre tenso, como um bom jogo de terror deveria, e é no mesmo esquema de FATE: pague o quanto quiser.
FUDGE - Modular, universal e genérico; promessas que GURPS e RISUS trazem, mas com abordagens diferentes, e agora, também o FUDGE. Com um esquema particular de dados (que pode ser improvisado com dados genéricos) e a promessa de flexibilidade e poucas regras, traz um nível de customização intenso. No entanto: eu nunca joguei, e, dando uma olhada no livro de referência (disponível no link), ele é muito mais pesado para o mestre na ausência de material adicional, cabendo a ele determinar regras que serão usadas ou não, realizar otimizações e equilibrar o sistema. Eu diria que ele é amigável a jogadores iniciantes, mas não mestres, com essa olhada rápida. Sugestão de rlapprentice.
3D&T (Defensores de Tóquio) - "Defensores de Tóquio" é um produto do RPG Nacional, que iniciou uma boa galera no mundo do RPG. Com uma postura um pouco menos rígida em relação a regras e um sistema mais simples (porém ainda assim elegante), o sistema já conta com versões mais atuais. A terceira edição, no entanto, um verdadeiro clássico brasileiro, pode ser encontrada gratuitamente em sua versão digital. Dica do dexterjedi!
Old Dragon - um retroclone (versão modificado de uma edição antiga de outro sistema) de AD&D (Advanced Dungeons & Dragons), o sistema é gratuito para teste via endereço da própria editora. É possível comprar o conteúdo completo caso haja interesse, mas a versão disponível deve satisfazer a necessidade de personagens até o 20º nível! Outra dica mais do que especial do dexterjedi!
Pathfinder - ainda na linha de "o que podemos fazer para melhorar um clássico", Pathfinder veio como uma versão modificada do D&D 3.5 (uma das edições mais icônicas do sistema). Usando o mesmo famoso D20 de D&D e outros sistemas reconhecidos, o SRD (System Reference Document) é liberado e configura o esqueleto daquilo que é necessário para jogar com o sistema. Uma adição especial de Chapolin_Colorado!
FERRAMENTAS ADICIONAIS
Com um bom sistema, meio caminho já está andado - mas ainda assim, sobram diversas lacunas para preencher. Como dar nome aos personagens? Como assegurar que isso ou aquilo não vá dar rolo na minha aventura? Como acelerar o longo e demorado processo de criação envolvido no GURPS que o GrifoCaolho adora? Qual uma boa idéia de masmorra para conhecer o jogo? Essas e outras necessidades são atendidas mais abaixo!
The Same Page Tool - Das coisas que mudaram minha "carreira de mestre" para melhor, essa talvez seja a mais significativa. Um problema relativamente chato de lidar com grupos maiores e com pessoas nem tão conhecidas é atender às necessidades de cada um e gerenciar conflitos. O melhor modo de fazer isso é, obviamente, não ter conflitos; esse pequeno questionário (com exemplos e tudo) foi criado no intuito de garantir que os jogadores e o mestre tenham uma idéia clara do tipo de jogo e grupo que esperam ao entrar em uma aventura ou campanha, já abordando as expectativas de cada um e o que será permitido ou não na mesa. Muito interessante para novatos e extremamente útil mesmo para mestres mais antigos.
Donjon - Um dos melhores e mais completos geradores de nomes, personagens, mundos e quase tudo que se pode imaginar. Bom para quando aquele jogador da sua mesa perguntar o nome da taverna ou do cara que vendeu o escudo para ele ou qualquer coisa do tipo. Eu sempre sugiro um pouco de cuidado ao usar essa ferramenta: vale a máxima de Ben Parker ("com grandes poderes, vem grandes responsabilidades"); o gerador não é um substituto para a imaginação, mas sim uma ferramenta para agilizar o processo.
Hexographer - Com uma versão gratuita e uma versão completa (mas paga), é uma ferramenta intuitiva para a criação de mapas em unidades hexagonais (padrão de alguns sistemas, como o GURPS). É bem útil para trazer um conceito à vida, e possibilita um enriquecimento do cenário - só não passe mais tempo desenhando que jogando.
Inkarnate - Com recursos gratuitos para a criação de mapas e não restrito a grades hexagonais, o Inkarnate ainda está sendo atualizado e testado mas já se prova uma ferramenta extremamente útil para a criação de mapas de território. Recomendo fortemente.
D&D Adventure - Recursos gratuitos em geral, com o foco em aventuras (ah vá!) para Dungeons e Dragons. É um repositório rico e muitas das aventuras aqui podem ser adaptadas para outros sistemas com alguma facilidade.
GURPS Character Sheet - Como eu não consigo passar dez minutos falando de RPG sem falar de GURPS, essa ferramenta é o "ó do borogodó" para agilizar a criação de personagens em GURPS. Gratuita e com suporte para diversos módulos, ela tem uma interface não muito intuitiva em um primeiro momento mas ajuda pacas depois de alguns curtos minutos de aprendizado.
Dyslexic Character Sheet - Como as pessoas costumam me lembrar depois de dez minutos: existem outros sistemas que não GURPS, como o consagrado Dungeons and Dragons! Para facilitar a vida do mestre e, em especial, auxiliar na criação de fichas para Pathfinder e D&D, o Dyslexic Character Sheet oferece muitas facilidades! Inteiro em inglês, com opção para tradução parcial da ficha para o português! Outra dica do dexterjedi!
Token Stamp - Montar miniaturas e arranjar fichinhas para todos os personagens e encontros da mesa pode ser complicado, e é aí que entra o token stamp. Rápida e intuitiva, essa ferramenta possibilita a criação de tokens (pequenas fichinhas para representar monstros, personagens e afins) sem dores de cabeça, podendo ser usadas tanto em mesas virtuais quanto impressas. Indicação de Gammaliel!
PLATAFORMAS ONLINE PARA JOGAR
RRPG Firecast - Uma plataforma nacional e gratuita que antecede o famoso Roll20, o RRPG Firecast é constantemente atualizado e possui uma comunidade ativa no FaceBook. Muitos dos recursos mais avançados estão por trás de uma assinatura premium e há alguma restrição para usuários comuns, mas jogar em mesas de usuários premiuns libera todas as funções para uso naquele jogo. Uma boa pedida, com anos de história e extremamente variada.
Roll20 - Com algumas parte já traduzidas para o português, o Roll20 é a ferramenta mais poderosa e intuitiva disponível gratuitamente para o uso de mestres e jogadores ao redor do mundo. Há grande presença de mesas internacionais, mas é possível encontrar mesas brasileiras com alguma pesquisa. Dica: tenho a impressão que esse é "o futuro", então vale a pena aprender a usar!
AVISO
Eu sei que a lista está incompleta (bem incompleta, na verdade), mas a intenção é que isso cresça com o tempo e dê origem a um arquivo de recursos aqui da comunidade. Conto também com vocês para enriquecer o tópico e trazer sugestões!
submitted by GrifoCaolho to rpg_brasil [link] [comments]


2013.11.21 22:20 allex2501 A rede antissocial dos 'bitcoins' Paul Krugman

A oscilação exagerada do "bitcoin" pode não ter sido a notícia econômica mais importante das últimas semanas, mas foi a mais divertida, com certeza. Num período de menos de duas semanas, o preço da chamada "moeda digital" mais que triplicou. Em seguida, caiu mais de 50% em poucas horas. De repente pareceu que tínhamos voltado à era ponto.com.
O significado econômico dessa montanha-russa foi basicamente nenhum. Mas o furor em torno do "bitcoin" serviu de lição útil sobre como as pessoas têm concepções equivocadas em relação ao dinheiro, e, em especial, sobre como se deixam enganar devido a seu desejo de divorciar o valor do dinheiro da sociedade à qual o dinheiro serve.
O que é um "bitcoin"? Às vezes é descrito como uma maneira de realizar transações online --mas isso, por si só, não constituiria novidade num mundo de transações online com cartões de crédito e PayPal. Na realidade, o Departamento de Comércio dos EUA estima que até 2010, cerca de 16% das vendas totais efetuadas nos EUA já eram feitas no comércio eletrônico.
Então de que maneira o "bitcoin" é diferente? Diferentemente das transações com cartão de crédito, que deixam um rastro digital, as transações com "bitcoin" são criadas para serem anônimas e impossíveis de ser rastreadas. Quando você transfere "bitcoins" a alguém, é como se tivesse ido a uma viela escura e entregado a alguém um saco de papel com cédulas de US$100. E, dito e feito: pelo que é possível saber, tirando seu uso como alvo de especulação, a principal utilização feita do "bitcoin" até agora vem sendo para versões online daquelas transações em ruelas escuras, com "bitcoins" sendo trocados por drogas e outros produtos ilegais.
Mas os defensores do "bitcoin" insistem que este faz muito mais do que facilitar a realização de transações ilícitas. Os maiores investidores declarados em "bitcoin" são os irmãos Winklevoss, gêmeos ricos que moveram uma ação bem-sucedida para reivindicar uma parcela do Facebook e foram celebrizados pelo filme "A Rede Social". E eles defendem o produto digital em termos semelhantes aos usados por defensores do ouro quando falam de seu metal favorito. Tyler Winklevoss declarou recentemente: "Optamos por investir nosso dinheiro e nossa confiança num quadro matemático que é imune à política e ao erro humano".
A semelhança com o discurso dos defensores do ouro não é coincidência, já que os entusiastas do ouro e dos "bitcoins" tendem a compartilhar uma posição política libertária e a crença de que os governos abusam profundamente de seu poder de imprimir dinheiro. Ao mesmo tempo, é muito peculiar, já que os "bitcoins" são, em certo sentido, o máximo possível em matéria de moeda fiduciária, com valor que não é baseado em nada concreto.
O valor do ouro vem em parte do fato de esse metal ter utilizações não monetárias, como em obturações dentárias e na fabricação de joias; as moedas de papel têm valor porque são garantidas pelo poder do Estado, que as define como moeda legal e as aceita no pagamento de impostos. No caso dos "bitcoins", seu valor, quando existe algum, se deve puramente à crença de que outras pessoas os aceitarão como forma de pagamento.
Mas deixemos essa característica estranha de lado, além do processo peculiar de "garimpagem" empregado para fazer crescer o montante de "bitcoins" --na realidade, um processo de cálculo complexo. Foquemos, ao invés disso, duas grandes ideias equivocadas --uma delas prática, outra de cunho filosófico-- que são subjacentes tanto à crença no valor fundamental do ouro quanto na aposta nos "bitcoins".
O equívoco prático em questão --e é grande-- é a ideia de que vivemos numa era marcada pela impressão altamente irresponsável de dinheiro, em que a inflação galopante estaria prestes a chegar. É verdade que o Federal Reserve e outros bancos centrais ampliaram suas folhas de balanço em muitos, mas o fizeram explicitamente, como medida temporária em resposta à crise econômica.
Eu sei que se diz que não é possível confiar em autoridades governamentais e tudo o mais, mas a verdade é que as promessas de Ben Bernanke de que suas ações não terão consequências inflacionárias vêm sendo cumpridas ano após ano, enquanto as previsões agourentas de inflação feitas pelos partidários do ouro insistem em não se concretizar.
Mas me parece que o equívoco filosófico é ainda maior. Tanto os partidários do ouro quanto os dos "bitcoins" parecem ansiar por um padrão monetário puro, que seja intocado pelas fragilidades humanas.
Mas esse é um sonho impossível. Como Paul Samuelson declarou certa vez, o dinheiro é um "expediente social", não algo que exista fora da sociedade. Mesmo quando as pessoas usavam moedas de ouro e prata, a utilidade dessas moedas não estava nos metais preciosos que continham, mas na expectativa de que outras pessoas as aceitariam como forma de pagamento.
Na realidade, poderíamos imaginar que os irmãos Winklevoss entendessem esse fato, já que, de certo modo, o dinheiro é como uma rede social: algo útil apenas na medida em que outras pessoas o utilizam. Mas acho que algumas pessoas simplesmente se incomodam com a noção de que o dinheiro é uma coisa humana e querem os benefícios da rede monetária sem a parte social dela. Lamento --isso é impossível.
Será que precisamos de um novo tipo de dinheiro, então? Acho que esse argumento poderia ser apresentado se o dinheiro que temos estivesse apresentando problemas de funcionamento. Mas não está. Temos problemas econômicos enormes, mas as folhinhas de papel verde estão funcionando muito bem. Não deveríamos mexer com elas.
Paul Krugman é prêmio Nobel de Economia (2008), colunista do jornal "The New York Times" e professor na Universidade Princeton (EUA). Um dos mais renomados economistas da atualidade, é autor ou editor de 20 livros e tem mais de 200 artigos científicos publicados.
submitted by allex2501 to BrasilBitcoin [link] [comments]


Filmes completos dublados lançamento, Filmes de aventura A ... MELHORES #FILMES DE 2019  O GRANDE GOLPE FILME COMPLETO # ... FILME DE LUTA/AÇÃO 2020 - FILMES LANÇAMENTO 2020 ... Os grandes filmes de 2015 - Expectativas Os 7 Grandes Mestres Dublado FILME COMPLETO DUBLADO - YouTube Trilhas sonoras de filmes Marcantes e inesquecíveis - YouTube Os Grandes Guerreiros -assistir filme completo dublado em ... MELHORES FILMES DE FAROESTE COMPLETOS E DUBLADOS HD - YouTube

Filmes motivacionais: Top 10 filmes que inspiram para o ...

  1. Filmes completos dublados lançamento, Filmes de aventura A ...
  2. MELHORES #FILMES DE 2019 O GRANDE GOLPE FILME COMPLETO # ...
  3. FILME DE LUTA/AÇÃO 2020 - FILMES LANÇAMENTO 2020 ...
  4. Os grandes filmes de 2015 - Expectativas
  5. Os 7 Grandes Mestres Dublado FILME COMPLETO DUBLADO - YouTube
  6. Trilhas sonoras de filmes Marcantes e inesquecíveis - YouTube
  7. Os Grandes Guerreiros -assistir filme completo dublado em ...
  8. MELHORES FILMES DE FAROESTE COMPLETOS E DUBLADOS HD - YouTube
  9. FILME LANÇAMENTOS 2019 - MELHORES FILMES DE AÇÃO 2019 ...

INSCREVA-SE E DEIXE O LIKE PARA AJUDAR!🎦 Bom Filme😊 FILME:Kickboxer - A Vingança Do Dragão SINOPSE:Quando seu irmão, Drake, morre assassinado por Tong Po, ... melhores filmes de faroeste completos e dublados hd. melhores filmes de faroeste completos e dublados hd. Filmes inesquecíveis e trilhas marcantes, alguns mais antigos e outros atuais, enfim, a música certa faz toda a diferença para uma boa história. Filmaço de Ação 2019 Dublado Completo em HD ☆☆☆Megacities Eaters☆☆☆ Filmes de Ação - Duration: 1:57:22. Filmes online Recommended for you 1:57:22 Filmes de Ação 2016,Ultravioleta, Ficção Científica, Suspense dublado completo 2016 Lançamento filmes Completo Dublado filme completo dublado competo dublado Melhores filmes de 2019, youtube filmes, os melhores filmes dublado em hd. filmes online grátis. ..... os melhores filmes antigos Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. FILME LANÇAMENTOS 2019 - MELHORES FILMES DE AÇÃO 2019 - NOVOS LANÇAMENTOS 2019 HD Assista esse FILME MUITO TOP TAMBÉM: Se inscreva, comente e deixe seu goste...